Separação conjugal: essa dor tem fim.


heartNo ano passado enfrentei um processo doloroso e com o qual eu simplesmente não soube lidar: minha separação. Sofri demais. Acredito mesmo que eu não merecia ser tratado como eu fui. Desprezado, humilhado e pisado, só me restou esperar o tempo passar. E como demora para que as lembranças saiam da cabeça!!!

Mas o tempo é assim: ao mesmo tempo que caminha devagar e nos faz sofrer, acaba por nos conceder o alívio; a cura. Então, só tenho uma coisa a dizer como conselho a quem esteja passando por isso: nada irá aliviar a dor, a não ser o passar do tempo.

Claro que um novo amor é muito bem-vindo, mas se houver precipitação, um novo romance pode ser muito pior do que a solidão. Na pressa de acharmos alguém para substituirmos a pessoa que nos abandonou, nossos critérios de escolha ficam, digamos, menos exigentes. E então a gente pode se meter em uma grande encrenca que nos leva ainda mais para baixo.

Então o conselho é o seguinte: espere! Primeiramente, se acalme. O desespero e a angústia são enormes, mas não resolverão absolutamente nada. E se você demonstrar esse descontrole para a pessoa que te abandonou (quer telefonando; quer no MSN, Orkut ou email; quer indo dar escândalo na porta de onde ela estiver morando), ela vai confirmar e ter certeza de que fez a coisa certa ao te abandonar.

Coloque uma coisa em sua cabeça, por mais difícil que seja admitir isso: se ela(e) te largou, é porque não te ama. Simples assim. Quanto à possibilidade dela(e) se arrepender: é mínima. Seja esperançoso e somente alimente uma ilusão. Agora, seja realista e cure-se mais rapidamente da pancada.

Leve em conta que isso acontece a todo o momento, com milhares de pessoas diariamente. A imensa maioria consegue sobreviver. Então, você também sobreviverá. Pode apostar.

Aliás, não tem coisa melhor na vida do que sentir o gostinho de dar a volta por cima. Tenha isso como seu NOVO PROJETO DE VIDA: Vá para uma academia, faça dieta, se cuide, fique maravilhoso(a). Faça isso por você e não para se mostrar à pessoa que te abandonou (mas se isso acontecer naturalmente, ótimo). A idéia é que, ao ficar de bem com a vida, você será capaz de atrair coisas boas. E lembre-se: a possibilidade de que a pessoa que te abandonou se arrependa e volte para você é mínima… MAS UMA COISA É ABSOLUTAMENTE CERTA: SE VOCÊ ESTIVER UM FARRAPO HUMANO, reduzirá a zero qualquer chance de reconciliação.

Resumindo é o seguinte: deixe o tempo passar e enquanto isso, se cuide. Você vai sair dessa. Boa sorte!!!

P.S.: Em um próximo post, eu comentarei sobre a importância fundamental da família para a superação da dor causada pela separação.

  1. #1 por Grazziela em 24 de julho de 2014

    Paola, escrevi para vc tb!!

  2. #2 por paola em 25 de julho de 2014

    Rsrs meninaş, aguardando!
    mas o sinal de fumaça chegou!
    Pati perdi seu email/face, tanto tempo
    !
    Queria muito manter contato com vcs!

  3. #3 por paola em 26 de julho de 2014

    Está aguardando moderação. . :(

  4. #4 por paola em 26 de julho de 2014

    Ué. Meu comentário #88 nao foi…

  5. #5 por Leandro em 26 de julho de 2014

    Olá pessoal!! nossa!!! que dor!!! não estou sendo forte… estávamos juntos a mais de 10 anos (6 de namoro). faz nem um mês.Não estou suportando, me pego chorando toda hora, no banho, na cama, no carro… Meu Deus, como amo essa mulher!! Brigávamos como todo casal,mas éramos felizes, ela sempre dizia que me amava, que adorava estar comigo… e em apenas um mês ficou diferente, seca, grossa, me mal tratava.Até que decidi sair de casa, mas ela disse que nao me merecia mas não queria que eu fosse , e depois de muita conversa, decidi ficar.Fiquei muito feliz, fizemos amor a noite toda…Mas já no outro dia, acorda do meu lado a mesma pessoa seca…. e então, quatro dias depois ela me pedi pra ir embora. Disse que não sabia se me amava, que amava meu caráter, que amava minha honestidade…mas como marido já nao sabia…Perguntei se havia outro mas ela disse que não e acredito, pois não havia o menor motivo para desconfiar. Desesperei chorando…Ao ver meu desespero, tratou de me machucar mais um pouco dizendo que era “DRAMÁTICO DE MAIS”. Pq nao me deixou ir embora??? Me ofendeu. Disse que eu era a preguiça em pessoa, me fez sentir um lixo, um fiapo de gente. E ainda me sinto. Percebo que ela está bem sem mim. Bonita, na verdade linda… e eu me sinto feio, tão menor que ela… Estou sofrendo muito e não sei se vou aguentar…nada tem dado certo na minha vida. Perdi minha mãe com pouco mais de cinquenta anos a pouco tempo (só vi meu pai uma vez na vida, mas ele não vale nada). Minha então amada esposa engravidou, mas perdemos com trêz meses (acabei de chorar). E agora quem eu tanto amo me abandona e me despreza. Vejo tantos amigos felizes e juro que não tenho inveja. Mas sempre me pergunto, pq não posso ser feliz também??? Sei que não é bonito de se dizer mais estou com pena de mim mesmo. Se alguém já passou por algo assim, me ajude…. Deus te pagará! leandroluciomiranda@hotmail.com

  6. #6 por Valéria em 28 de julho de 2014

    Oi gente! Estou passando por esta imensa dor. Estou com você Leandro, choro o tempo todo! Estava com meu marido a mais de oito anos, seis anos casados, felizes. Brigávamos muito pouco, nos apoiávamos em tudo. Ficava feliz por cada pequena vitória dele. Como amei aquele homem. No ano passado ele adoeceu e eu cheguei a tirar férias do trabalho para cuidar dele. Foram momentos dificeis demais, mais Graças a Deus, eu tive força e consegui ajudá-lo a superar. Era um problema psiquiátrico. Ele ficou afastado do trabalho por 4 meses. Voltou a trabalhar no dia 01/07/2013. Este ano, no dia 02/07/2014, ele saiu de casa depois de eu descobrir que ele me traiu com uma mulher que estuda na mesma faculdade que ele. Para piorar a situação, ontem ele me disse que talvéz ela esteja grávida. Quase morri de tanta dor, pois em seis anos, não consegui lhe dar o filho tão desejado. Não sei o que fazer com tanta dor, com essa traição, com essa ingratidão. Meu Deus, as vezes peço prá Deus me levar embora, pois não estou conseguindo suportar tudo isso.

  7. #7 por Patrícia em 29 de julho de 2014

    Paolla, queridíssima, anotaí o e.mail da mulher, rsrsrsrs ficoutudolindo@hotmail.com Beijo p vc e os gêmeos :)
    …………………………..
    Leandro, queridão, que barra, hein, moço? Eu me emocionei lendo sua estória e você pode se considerar parte da nossa “comunidade” virtual; aqui, irmão, TODOS NÓS sabemos o que é essa dor que vc está experimentando agora! Você não está sozinho! Não mesmo! Aqui estão nossos braços, ombros e mãos, e também nossos <3 s p vc, para a sua dor! Você talvez não acredite, pense que é da boca prá fora, mas vou orar por você, tá bom? Já fiz isso (orações) p muitas pessoas que passaram por aqui! O meu divórcio aconteceu a 5 anos, estou bem agora, graças a Deus, mas não foi nada fácil! Perdi meu pai (meu melhor e maior amigo nesta vida!) dez meses depois do divórcio. Bem, é isso … Força, querido, não desista de você, tá bom? Você é um ser humano lindo, amado de Deus, essa dor não vai durar para sempre!
    Abraço fraterno!
    ……………………………………….
    Ouço/leio muito por aqui comentários do tipo "Puxa vida!, j´pa se passaram tantos meses, ou, tantos anos, e eu ainda não superei!!!!", mas, gente, essa é uma dor IMENSA, alguns levam mais outros menos tempo, mas NUNCA é um processo fácil! Não vamos perder a fé na vida, na crença de dias melhores!
    …………………
    Abraço especial prá Paolla, Grazzie, Mari e pro meu queridão Guimas Meier, se é que ele está lendo isso aqui,o sumido! hehehe
    …………………………………
    Fiquem todos com Deus!

  8. #8 por Patrícia em 29 de julho de 2014

    Paolla, queridíssima, anotaí o e.mail da mulher, rsrsrsrs ficoutudolindo@hotmail.com Beijo p vc e os gêmeos :)
    …………………………..
    Leandro, queridão, que barra, hein, moço? Eu me emocionei lendo sua estória e você pode se considerar parte da nossa “comunidade” virtual; aqui, irmão, TODOS NÓS sabemos o que é essa dor que vc está experimentando agora! Você não está sozinho! Não mesmo! Aqui estão nossos braços, ombros e mãos, e também nossos <3 s p vc, para a sua dor! Você talvez não acredite, pense que é da boca prá fora, mas vou orar por você, tá bom? Já fiz isso (orações) p muitas pessoas que passaram por aqui! O meu divórcio aconteceu a 5 anos, estou bem agora, graças a Deus, mas não foi nada fácil! Perdi meu pai (meu melhor e maior amigo nesta vida!) dez meses depois do divórcio. Bem, é isso … Força, querido, não desista de você, tá bom? Você é um ser humano lindo, amado de Deus, essa dor não vai durar para sempre!
    Abraço fraterno!
    ……………………………………….
    Ouço/leio muito por aqui comentários do tipo "Puxa vida!, j´pa se passaram tantos meses, ou, tantos anos, e eu ainda não superei!!!!", mas, gente, essa é uma dor IMENSA, alguns levam mais outros menos tempo, mas NUNCA é um processo fácil! Não vamos perder a fé na vida, na crença de dias melhores!
    …………………
    Abraço especial prá Paolla, Grazzie, Mari e pro meu queridão Guimas Meier, se é que ele está lendo isso aqui,o sumido! hehehe
    …………………………………
    Fiquem todos com Deus!

  9. #9 por ma em 30 de julho de 2014

    Valeria…nossa parece que a sua história já foi vivida por mim…a exatamente 3 anos e meio atras…
    Eu tive um relacionamento de 12 anos com meu ex marido, foram 4 anos de casado, conheci ele na faculdade quando tinha 17 anos e ele 22, eramos dois garotos que ainda nem sabiamos o que queriamos…durante esse 12 anos passamos por muitas coisas juntos, mais muitas mesmo…tivemos um filho que hoje tem 7 anos…ele saiu de casa porque estava se envolvendo com uma colega de trabalho, e ela tbm estava gravida…ele foi morar com ela, ela já tinha uma filha de outro relacionamento…o que fiz???? chorei, chorei e muito…
    Sai da vida dele, não ligava e só falávamos o necessário sobre o nosso filho, que na época da separação tinha 4 anos…nunca afastei nosso filho dele, jamais faria isso, nunca usei ele como moeda de troca…apenas me afastei e deixei que ele vivesse o “conto de fadas” que ele achou que estava vivendo…
    Nesse periodo me apeguei muito ao meu filho e a minha profissão, sou advogada, tive promoção no trabalho, comecei a ganhar mais, troquei de carro, e mostrei para mim mesma, que não precisava dele…
    Hoje, 3 anos e meio depois, meu ex voltou a morar com a mãe dele, e a dita cuja fica me ligando e mandando msgn, pois ela acha que ele largou dela por minha causa, rs…
    Acho que ele acordou do tal “conto de fadas”, eu conhecia ele a 12 anos e sabia que isso ia acontecer, agora ela resolveu engravidar sem ao menos saber como ele era, tendo um caso com ele, homem casado, e que em menos de 2 meses arrumou uma barriga para tentar ter ele com ela…

    Hoje o que mais procuro e paz na minha vida e de meu filho…

    e como a Patricia sugeriu disponibilizo meu e-mail, para quem quiser conversar e trocar experiência…e superação, rs…

    ma241205@yahoo.com.br

    beijos a todos os corações aflitos.

  10. #10 por paola em 31 de julho de 2014

    !Ebaaa, atualizados!

    Obrigada Pati, vamos ver se estabelecemos comunicação!

    Bjos pra vc e seu pequeno também!

  11. #11 por Leandro em 31 de julho de 2014

    Patricia, obrigado pelas belas palavras de conforto. Mas principalmente, obrigado pelas orações…Depois de vc já ter dado a volta por cima ainda vem aqui ajudar quem vaguei pelos caminhos sombrios que vc caminhou. Tem um grande coração!
    ………………………………………………………….
    Oi Valéria! que coisa triste estamos passando… Tb já pedi que minha mãe me levasse com ela, mas não faça isso mais… só me restaram duas irmãs e os filhos dela… E qd disse pra elas que queria estar morto, elas choraram e perguntaram se só minha esposa bastava na minha vida mas ninguém. E não basta. E me perguntaram se fosse com elas, se eu as deixaria morrer. Nunca! pois enquanto minha ex mulher me aperta o pescoço com os pés contra o chão, minhas irmãs me levantam e me acolhem. Vc tb com certeza tem quem te precise…. Ore por mim. Vou orar por vc…

  12. #12 por Grazziela em 31 de julho de 2014

    oi Paty e Paolla um beijo enorme pra vcs!!!!!

    Leandro, não é fácil mesmo, até o alimento mais saboroso perde a graça, a vida parece não ter cor mais….. mas fique tranquilo, vai passar. E o melhor que se tem a fazer agora é dar um tempo pra ela; o tempo é um remédio maravilhoso; por mais que vc tenha vontade de ligar, marcar encontros…resista!!!!!!!! Isso vai deixá-la pensativa e não tão dona da situação. Vai por mim, funciona!! Não a trate mal, mas mude sua cara de piedade, vc não precisa de migalhas. E se tudo isso chegar realmente ao fim, vc sairá dessa com dignidade e respeito por vc mesmo.

    Abraço

  13. #13 por Anny em 2 de agosto de 2014

    Queridos… essa é Minha Oração diária!!! Escrevi isso num post, ele se encontra na página 49 e repasso à vocês que estão sofrendo e se sentindo sem razão pra continuar…

    “Não desistirei de transmitir vibrações positivas, não alimentarei ódio em meu coração, não desejarei coisas ruins a quem me fez mal, não admitirei me entregar pra tristeza e jamais deixarei de acreditar no amor”.

    Um abraço terno à todos.

    Anny

  14. #14 por paola em 3 de agosto de 2014

    Oii Pati, Grazi,Anny… e tantos que por aqui passam com palavras de conforto.
    Gente, nao sei se eu que estou fora de mim, ou sou fraca. Nao ando conseguindo seguir essa serenidadepra llidar com tudo.
    hoje foi um dia difícil que terminou pior.. discutimos muito e hoje foi na frente dos meus filhos que olhavam assustados. Me sinto mal, vontade até de ficar sozinha, sem eles que são a minha vida. Isso porque nao tenho vontade de fazer nada, tem dias que sigo o dia por seguir, porque não tenho escolha. Me culpo, mas sei que nao to bem, por vezes estou calma, outras é só discussão com ex. Queria ter a sua diplomacia Grazi,devo mesmo estar fazendo/agindo errado.

  15. #15 por Leandro em 6 de agosto de 2014

    !Olá pessoal… Obrigado a todos, por alguns emails e postagens.Obrigado mesmo. Quando leio me sinto mais forte.Mesmo que logo enfraqueço de novo. Estou sofrendo muito, ultimamente tem doido mais. A saudade dela me parte ao meio.Todos Dizem que vai passar, mas quando meu Deus??? Já faz mais de quarenta dias, e não houve um dia só que eu não tenha chorado. Ou uma noite que não tenha sonhado com ela…Permitam-me desabafar um pouco. Parece que o universo conspira contra agente qd estamos no lixo. Minha irmã que tanto está me ajudando, marcou uma viagem pra Caldas Novas ,Cidade muito bonita aqui em Goiás. Aguas quentes. Topei ir pra desviar um pouco meus pensamentos. Nem perguntei onde ficaríamos .E vejam que ironia do destino. No Meio de mais 500 hotéis, minha irmã,sem saber,reservou justamente no hotel que estive com ela em dezembro. Então as lembranças me arrasaram e me levaram a estaca zero. Vendo a piscina que ficávamos abracadinhos à noite na agua quente. Olhando a janela do apartamento que ficamos.Das brincadeiras, do meu ar de felicidade qd arrancava um sorriso dela. E fiz uma grande besteira.Mandei msgs contando onde e como eu estava. Ela disse que não queria falar sobre isso. Como sofro Deus! ….. Dias difíceis. Dor, tristeza e lágrimas…..abraços.

  16. #16 por paola em 8 de agosto de 2014

    !E tem horas que acho mesmo que não vou aguentar!
    Li algo assim:
    Anoitece e me sinto fraca e penso em desistir, aí amanhece e fico forte e recomeço outra vez!
    é isso….

  17. #17 por Eduardo em 11 de agosto de 2014

    BOM DIA A TODOS, ESTOU PASSANDO UM MOMENTO TERRÍVEL, TERMINEI MEU CASAMENTO DE 8 ANOS A 5 MESES E ACHEI QUE ESTAVA BEM, AI A SEMANA PASSADA SOUBE QUE MINHA EX ESTA NAMORANDO, ACHO QUE MEU MUNDO DESABOU, E O PIOR E QUE ESTOU SEM ANIMO PARA NADA, TENHO MULHERES QUE ME PAQUERAM E TUDO MAIS, POIS MODÉSTIA PARTE NAO SOU DE SE JOGAR FORA… MAS ESTOU SEM VONTADE DE NADA, GRAÇAS A DEUS TENHO UMA FAMÍLIA LINDA QUE ESTAO ME AJUDANDO MUITO, TENHO MUITAS SOBRINHAS COM IDADES PARECIDAS COM A MINHA QUE ME ARRASTAM PARA BARZINHOS E AFINS, MAS COMO DOI, E O PIOR QUE SABEMOS QUE O TEMPO VAI AJUDAR, MAS ACHO QUE TODOS FICAM PERGUNTANDO…QUANTO TEMPO? POR QUE DOI TANTO ? PASSO POR TERAPIA E AJUDA MUITO, MAS TENHO FE EM DEUS QUE VOU SAIR DESSE PESADELO, ESSE TURBILHÃO DE EMOÇÕES QUE SENTIMOS E ESPERO QUE TODOS AQUI SUPEREM, NO MEU CASO NAO OUVE TRAIÇOES E TAMBEM NAO TEMOS FILHOS, MAS A DOR E IMENSA..OBRIGADO A TODOS E FIQUEM COM DEUS.

  18. #18 por Robson em 12 de agosto de 2014

    Ola pessoal, estava procurando conselhos e acabei encontrando esse site. Leio muitos relatos, mas nenhum se parece com o meu. Tenho 33 anos e ela 29, e depois de 15 anos de relação, sendo 12 de namoro e 3 de casado resolvi me separar pq não estava encontrando solução para tantos problemas. Na epoca de namoro terminei com ela 2x para ficar com outras mulheres, mas não deu certo e acabei pedindo pra voltar, e ela mesmo tendo sofrendo muito acabou aceitando. Ela é uma mulher mimada e tem um genero muuuuito forte, guarda magoa e todo mundo tem que estar do lado dela se não ja viu. A 4 meses atras resolvi terminar o casamento pq nao estava encontrando solução para tantas brigas, meu filho que hj esta com 3 anos tomava todo o meu tempo e eu nao soube administrar isso e tuso isso me estressou. Resumindo, depois de uma discursao, acabamos nos empurrando e dei um tapa na boca dela pq ela mandou eu calar a boca, depois ela me empurrou, chamou a mae dela, gritou, outro dia foi pra delegacia, etc etc etc… ela esta na casa da mae dela esses 4 meses, é perto e sempre vejo meu filho, mas hj me arrependo muito de ter tomado essa decisao, amadureci muito nesses 4 meses, pedi perdao e pedi pra ela voltar pra casa mas ela nao fala nada, diz que logo vai acabar com isso… Estou tentando seguir a vida mas esta dificil, ela vai na nossa casa conversamos sobre outros assuntos, e ja ate saimos juntos mas ela não decidiu nada ainda. Agora o jogo virou e sou eu quem estou atras!

  19. #19 por Leandro em 14 de agosto de 2014

    GRAZZYELA…. SUAS PALAVRAS SÃO CONFORTANTES… E FAZ TODO SENTIDO…. AINDA DOENDO MUITO, MAS SEMPRE À ESPERA DE DIAS MELHORES….OBRIGADO!

  20. #20 por cristiano silva em 20 de agosto de 2014

    Boa tarde galera, Leandro estou com vc nessa historia minha separação foi parecida e estou muito mal ficamos juntos a 8 anos e tenho um filho com ela, choro e sinto falta da minha familia em casa, pedi p ela volta ele disse que não me ama mais meu filho se faz de forte mais sofre com a separação as vezes acho que vou pira, hj estou afastado dela e do meu filho estou dando um tempo , dei umas saidas nas baladas não deu certo pq meu pensamento estava nela, ontem foi a formatura dela passei na frente e vi ele se beijando , égua da dor horrivel hj achei esse site e que bom que um ajuda o outro,, um grande abraço p todos..

  21. #21 por Rute em 21 de agosto de 2014

    Boa Tarde a todos!!

    Esta semana estava lendo os post que relatei (a partir da pag 23) aqui e das meninas e dos meninos da minha época.. deu saudades.. não da dor, mas das trocas de experiências.. até hoje me comovo com a falta de sentimentos de alguns.. brincam com vidas … nos deixam tão fragílizados. mas é certo também que nos tornamos fortes e nos aproximamos .. muito mais de Deus.. Saibam que a dor passa, demora um pouco, mas passa. Em algum momento temos a oportunidade de decidir voltar.. ou seguir em frente com uma nova história.

    Saudade de vc´s .. Josi, Nick, K, Angela, Michele, Patricia, Eton…Cristiano!! e muito outros…

    Esta semana indiquei o Blog para uma amiga minha.. passei também os livros que me ajudaram bastante na época do deserto… sempre oro por todos nos.. que um dia fomos ferídos .. e por tantos outros que todos os dias.. entram nesta oficina.

    Bjus.. O Sol brilha pra todos!!

    “Perseverar é uma virtude que somente se prova em tempos de tribulação. Não há como saber, se somos realmente perseverantes, a menos que estejamos passando por um tempo de provação, onde permanecer firmes seja a única forma de sair vitoriosos dela. E claro que não é fácil perseverar! É a decisão firme de continuar caminhando, apesar das circunstâncias adversas.”

    http://www.grupos.com.br/blog/palavrassabias/

  22. #22 por Gislene em 28 de agosto de 2014

    Nossa…Pessoal!!Que barra que estamos passando!!Também estou nessa batalha!!!Meu marido me abandonou/saiu de casa já faz um mês…Nossa como estou sofrendo, só sei chorar…Tinhamos um relacionamento de 11 anos(7 de casados).Brigavamos como qualquer casal ,mas em um certo domingo disse que estava cansado de tudo, disse que queria a separação..Meu Deus…Não aguentei..Esses dias todos venho me humilhando, implorando para ele voltar., e a resposta dele e sempre negativa..Diz que quer ser feliz e que esta consciente da separação.Não consigo aceitar..Quero que essa dor passe logo..Ele jura que não tem outra mulher, mas as vezes acho que tem, sabe…Peço a Deus forças para continuar essa batalha e para cuidar do meu filho.Que Deus nos abençoe…

  23. #23 por Elis em 5 de setembro de 2014

    Bom dia gente. Sou mais uma pra turma. Me separei faz 4 meses de um relacionamento de mais de 18 anos (mais de 14 anos casada). Foi muito bom ler esse post e os comentários. Estou sofrendo muito. É uma dor q parece não ter fim mesmo. A gente fica se perguntando “Por que?”. Sei que faz parte da vida. São coisas que temos que passar e penso q devemos tentar passar por elas da melhor forma possível, mas tem dias que são difíceis demais! Jamais imaginei q isso pudesse acontecer. Pensava q viveríamos juntos por toda a vida com nossos filhos. Acho q o q mais me dói é pensar q as crianças estão passando por isso. Sabe, eu acho no fundo q foi a coisa certa, vai ser melhor pra mim, mas às vezes penso q poderíamos voltar só pra essa dor acabar. Nunca o procurei pedindo pra voltar e nem vou, pq no fundo não quero voltar. Só peço a Deus q me livre dessa angústia! Acho q a angústia é o sentimento mais dolorido q podemos ter. Não dá pra tomar um remédio e passar rsrs. Que Deus nos abençõe!

  24. #24 por Fer em 7 de setembro de 2014

    Esse site foi muito útil alguns meses atrás, quando passei pelo processo mais dolorido da minha vida, por ver tantos planos e sonhos se desmoronando… E ele ainda é útil, pois estou sempre passando por aqui para ler as novas histórias e para buscar um pouco de conforto, já que a ferida ainda não cicatrizou completamente.
    Hoje decidi escrever por dois motivos: desabafo e ajuda a terceiros. Sei que o que é escrito aqui sempre estará ajudando alguém que passa por essa terrível experiência.
    Me separei em dezembro de 2013 e em maio de 2014 já estava com apartamento vendido e divórcio assinado. Como doeu vender minha casa… Tudo lá fui eu que escolhi e será outra pessoa que desfrutará do meu ‘canto’.
    Foi ele quem efetivamente quis se separar. Na verdade, ele havia tentado isso outras vezes sempre que surgia uma situação provocada por mim (tipo discussões, brigas, etc.), mas eu corria atrás, pois não era o que eu queria e me sentia ‘culpada’ pelo que estava acontecendo. Na última situação decidi que não iria mais atrás, eu não estava tão feliz no casamento e, como estava planejando um filho, percebi que não adiantaria construir um castelo (família) em chão de areia, ele sempre tocaria nessa tecla (separação). Melhor me separar sem filhos do que com filhos, mesmo já estando com 30 anos de idade e sabendo que pode ser que tenha dificuldade de realizar esse desejo mais pra frente…
    Enfim, em maio, qdo resolvemos a última pendência do processo de divórcio, recebi um e-mail dele dizendo adeus e outras coisas mais… Nem respondi! Depois disso, nunca fui atrás do meu ex e nunca irei, nem que ele seja o último homem da face da Terra. Não sinto mais raiva (já senti), mas por tudo que ele me fez passar, não me merece!
    No meu aniversário (agosto) ele apareceu com msgs… Pra mim, adeus é adeus, ou seja, até nunca mais! Lembrar da data tudo bem, normal, já que tivemos uma relação de cinco anos, mas não precisava dar as caras. Resumo das msg: tentou uma aproximação, dizendo que acreditava que seria mais fácil do que está sendo… rs
    Confesso que sempre sonhei com esse dia, o dia em que ele perceberia que perdeu uma grande mulher, no entanto, não foi tão bom quanto eu imaginava. Reabriu a ferida que estava em estágio avançado de cura e eu, que estava bem, voltei a pensar na nossa história… Minha sorte foi que guardei os e-mails da época da separação, com a ferida aberta fui relê-los e só tive certeza do que eu já pensava antes: ELE NÃO ME MERECE!
    Cada pessoa age de um jeito, mas seu eu puder dar uma dica a quem está passando por isso, se é vc quem está sendo abandonado: não vá atrás. A vida responderá por vc! É o famoso ditado mostrando sua veracidade: o mundo dá voltas!
    Encontrar outra pessoa não é fácil. Hoje as pessoas estão muito superficiais e é muuuito raro encontrar alguém com quem possamos compartilhar momentos, mas, é melhor ficar sozinha(o) do que com alguém que não nos dá nosso devido valor!

  25. #25 por Maria em 10 de setembro de 2014

    Gente, para mim o difícil é o domingo…. como é dificil! domingo era o dia que almoçávamos todos juntos, dia de ir ao shoping juntos essas coisas que quando estamos fazendo nem nos damos conta de quanto irão nos fazer falta quando da separação… domingo pra mim é uma tortura. como vcs reagem ao domingo? eu fico tão depressiva. uma amiga me disse que o domingo pra ela era dificil quando ela se separou. ela via as familias reunidas onde quer que fosse e isso doia, mas hj pra ela o domingo e um dia qualquer. quer queira ou não o domingo existe. ele sempre vai existir. nós e que devemos aprender a lidar com ele. a dor passa ela disse. tomara! e vcs pessoal, como lidam com o domingo? me ajudem rs.

  26. #26 por Leandro em 13 de setembro de 2014

    Maria, de longe pra mim o domingo é pior deles.Tenho medo do domingo… Eu dedicava o domingo pra ela, tomavamos café da manha juntos, almoçavamos com a familia e entao passavamos a tarde toda juntos, viamos um filme, dormiamos um pouco a tarde, sempre nos entremeios das video cassetadas do Faustão, mostram as bailarinas lindas dançando e eu fazia cara de sem vergonha de propósito só pra atazanar ela…rs . Ela me beliscava me mordia doido,me batia e tapava meus olhos pra eu não ver….rsrsrsr. Sempre choro ao lembrar disso. Como sinto falta de detalhes como este. É muito difícil entender que o que significou tanto pra mim, pra não valeu quase nada… 10 anos, e ela diz que não me ama mais… Peço a Deus todo dia que tire essa saudade, essa tristeza, essa dor, essa angustia, porque ela nao sente nada disso por mim… Tenhamos fé que um dia isso passa….Deus amenize a dor nós todos…abraços

  27. #27 por Maria em 15 de setembro de 2014

    Oi Leandro… Deus vai amenizar sua dor sim e eu acredito nisso pra mim também. Por enquanto não vou mais a casamentos, festas de familia para não sofrer mais ainda. Parece que quando saio só vejo casais, e parecem felizes. Eu jamais me imaginei separada. È horrivel. dói muito. sei que a solidão não pode ser nossa companheira de viagem. Preciso reagir. Mas antes devo me fortalecer acima de tudo, senão a vida nos engole. È necessario cuidar primeiramente de si, sem se preocupar com o tempo, leve o tempo que for necessario, mas devemos nos cuidar senão por causa dessa nossa dependência emocional, ficamos presos à pessoa, em um circulo sem fim. Temos que ter consciência de que somos perfeitos . não precisamos de muletas pra caminhar nessa vida. Precisamos de alguem que nos traga felicidade e que também esteja feliz com nossa companhia. Se esta pessoa escolheu um caminho diferente, tudo que temos que fazer é aceitar aos poucos, não se desesperar. Tenho fé que tudo muda um dia. Quem sabe a pessoa mesmo não se arrepende, quem sabe? e penso também o que eu devo aprender com essa fase, para que acima de tudo, ela nao se repita. Leandro calma. Assim como eu, viva esse momento, chore mesmo! ( eu choro muito), desabafe com alguem. Mas não a procure. Não é o momento. Vc so vai afasta-la mais ainda. Eu sei disso pq fiz a burrice de procura-lo. Como ele vai querer voltar para um trapo humano como estou no momento? Quero um dia sim falar com ele por que saudade que sinto é imensa, mas tenho que me preparar disso eu sei. abraços.

  28. #28 por Maria em 15 de setembro de 2014

    Adorei o comentario da Fer….é isso aí a vida responderá por vc! é isso. O importante na fase da dor aguda é não tentar aproximação com a pessoa que está te rejeitando. Não ver o facebook, por que isso causa uma dor imensa. Evitar as lembranças para que a cura chegue. abraços todos.

  29. #29 por Lai em 15 de setembro de 2014

    Oi. Compartilho a mesma dor. A dor da separação é muito forte, qd se ama. Eu tinha 10 anos com ele, 7 de casados, ele saiu de casa qd eu resolvi da um basta na relação mas agente começou a se encontrar mesmo não morando na mesma casa, tivemos outra briga e ele não me procurou mais, ficamos 20 dias sem nos falar, foi qd eu o procurei e pedi pra voltar, na qual foi minha surpresa, ele disse que não me amava mais e que já tava de olho em outra mulher, depois disso ele não atendia minhas ligações, me ignorava por completo,não procuro mais ele já faz um tempo,cansei de muita ingratidão, faz 3 meses que estamos separados, mas ele pediu o divorcio que ocorrerá esse mês. Que bom que encontrei esse site para amenizar um pouco essa dor que é imensa.Todo momento espero a campainha tocar e ele voltar e dizer que esta arrependido.Abraços

  30. #30 por Lai em 15 de setembro de 2014

    Oi. Compartilho a mesma dor. A dor da separação é muito forte, qd se ama. Eu tinha 10 anos com ele, 7 de casados, ele saiu de casa qd eu resolvi da um basta na relação mas agente começou a se encontrar mesmo não morando na mesma casa, tivemos outra briga e ele não me procurou mais, ficamos 20 dias sem nos falar, foi qd eu o procurei e pedi pra voltar, na qual foi minha surpresa, ele disse que não me amava mais e que já tava de olho em outra mulher, depois disso ele não atendia minhas ligações, me ignorava por completo,não procuro mais ele já faz um tempo,cansei de muita ingratidão, faz 3 meses que estamos separados, mas ele pediu o divorcio que ocorrerá esse mês. Que bom que encontrei esse site para amenizar um pouco essa dor que é imensa.Todo momento espero a campainha tocar e ele voltar e dizer que esta arrependido. Alguém sabe de algum caso de casais que voltarm a conviver após o divorcio?Abraços

  31. #31 por Su em 17 de setembro de 2014

    Olá, depois de 1 ano e 3 meses de separação, volto aqui para ler os depoimentos. Vejo que algumas pessoas se referem a separação como tendo acontecido de surpresa. Eu me questiono, será?? A impressão que tenho é que algumas pessoas não olham para seu parceiro, seus sentimentos, suas atitudes. Penso que a separação não acontece de um dia pra outro, é um acúmulo de mágoas, indiferenças, grosserias, e falta de carinho…, no meu caso foi assim! Daí a última gota faz transbordar o copo… Meu ex, depois de 3 meses de separação, minha mãe morrendo no hospital e ele de namorada nova, daí agora que estou de namorado, e me sentido feliz ele vem dizer que tem saudades de mim???!!! Meu atual namorado é divorciado, e diz que a ex dele infernizou a vida dele, e quando ele decidiu sair de casa, ela disse que nunca pensou que ele iria embora… Gente, vamos rever nossas atitudes, não se brinca com o sentimento dos outros!! Fica a dica!!

  32. #32 por Lai em 18 de setembro de 2014

    oi gente, estou aqui de novo pra dizer que o meu sofrimento teve fim, e ele voltou pra casa, orei muito e pude constatar que Deus é fiel. Amo meu marido e véspera do divorcio que aconteceria dia 23 ele mudou de decisão.

  33. #33 por Karina em 21 de setembro de 2014

    Bom dia,minha irma esta passando por uma situacao bem parecida com a de voces…esta sofrendo demais,nao entende porque isso esta acontecendo com ela…9 anos de namoro e menosde 1 ano de casamento…alias todos estamos sofrendo muito por ela…ele foi o unico namorado dela,o unico homem,e ele simplismente desistiu do casamento…primeiro alegando inumeras coisas e depois falou que havia uma terceira pessoa,esta pessoa por sinal foi ao casamento (como uma mulher pode ser tao baixa)!ELa todoa os dias fala que nao esta aguentando mais que so piora …ele se transformou…estou sofrendo demais vendo ela assim…sera que um dia ela vai superar?me ajudem…

  34. #34 por Leandro em 23 de setembro de 2014

    Oi karina… Realmente a dor que sua irmã sente é terrível, só quem passa por isso sabe, perdemos o gosto pela vida, perdemos o sentido do amanhã… e eu poderia escrever um livro explicando o que perdemos nessa situação. Doí ao extremo… estou separado a tres meses e ainda doí de mais… além da dor da perda, sentimos também a dor da saudade…A raiva da pessoa dura muito pouco…e depois que passa a raiva fica apenas a vontade insuportável de estar com a pessoa. Mas ninguém morre disso, ela vai ter momentos de força, mas no começo, os momentos de fraqueza serão mais duradouros, não peça para que não chore, pelo contrário, deixe-a chorar bastante o tempo que precisar, mas diga que ela precisa saber a hora de parar… Diga que só ele não basta na vida dela, que vcs precisam dela e estão com ela de verdade,,, como ela ficaria se fosse com vc… Peça pra não ir atrás de jeito nenhum, eu fiz isso muitas vezes, nao adiantou nada e toda vez saí mais machucado ainda… Esses não conselhos, e nem poderiam ser, pois ainda não superei… são apenas dicas, ouvi tudo isso da minha irmã e me fez sentir melhor. A incentive a ficar mais bonita, usar roupas diferentes, fazer algo no cabelo…As pessoas vão reparar e vão elogiar e ela vai melhorar a autoestima … seja realista, diga que só o tempo cura, mas ela pode ajudar se ajudando… Eu bem sei que não é fácil, mas diga pra ela pelo menos tentar,,, Se aconteceu do jeito que vc contou , esse cara é um idiota, e os idiotas nunca veem o muro no final da ladeira, e dessem com tudo,e nao precisa ninguém empurrar , eles arrebentam com a cara no muro sozinhos… Espero que sua irmã fique bem logo…. leandroluciomiranda@hotmail.com

  35. #35 por Su em 24 de setembro de 2014

    Oi LEANDRO, que bom ver vc dando dicas como superar uma dor que parece não ter fim, sinal de que vc está se superando, a achando forças para ajudar quem está pior que vc. Parabéns! Não desista de ser feliz, e acredite VC MERECE!!! Mude seus pensamentos, não deixe de acreditar no AMOR!! A cada dia é um novo recomeço, estou torcendo por vc e por todos nós!!!
    Abraços!!

  36. #36 por Leandro em 29 de setembro de 2014

    Obrigado Su. Não estou curado, na verdade ainda dói muito, mas já estive bem pior… Mas hoje vejo que é normal o que tô sentindo. Quando se ama, se corre o risco de não ser amado. Costumo dizer que numa relação da tudo certo quando os dois se amam. Ou então quando os dois não se amam…. Pq se o amor for verdadeiro só de uma das partes… Aí tempo o fecha…mas como dizem, não há tempestade que dure para sempre…. Esperemos então dias sol…. Abraços

  37. #37 por Patrícia em 30 de setembro de 2014

    Já que o Leandro falou sobre “dias de sol” :)
    http://www.youtube.com/watch?v=CwIxn6N6dTA

  38. #38 por Daniela em 6 de outubro de 2014

    bom gente primeiro quero dizer a vcs que ainda não separei certo?mais tdo indica q vamos nos separar sabe qdo vc sente q a pessoa não gosta de vc?q tdo q vc faz irrita e q msm vc tenatndo acertar vc nunca acerta qualquer pessoa acerta menos vc e a qual situação ainda estou passando porem estou criando forças para tomar esta decisão pois não quero so falar euq uero agir certo?bom a minha historia é q sempre estive com ele em varios momentos temos 5 anos juntos so q casamos ano passado para legalizar as coisas mais sinto mta tristeza ao lado dele ele não mim faz bem sempre magoa com palavras temo 2 filhos uma menina de 2 anos e 1 menino de 4 anos porem ainda sinto q ele tem sdde do antigo passado dele entao quero deixa lo livre e viver minha vida somos cristãos mais ele ja se considera desviado to com mta ngustia no meu coração!

  39. #39 por Su em 10 de outubro de 2014

    Daniela, eu considero a sepração uma das decisões mais difícieis da vida, a gente passa por uma mistura de sentimentos, alívio, trinsteza, solidão e até saudades… mas posso te dizer que é muito triste estar casada com alguém que já não faz mais questão de estar do seu lado, meu ex preferia estar na mesa de um bar bebendo com amigos do em casa comigo e filha! Dei um basta, estar casada e só, então é melhor estar solteira, pq assim, pude dar uma nova chance pra mim! Neste mês faço 50 anos, não sou mais menina, mas mesmo assim, conheci alguém que tem me feito feliz, da maneira que acho que mereço!! Daí eu penso que deveria ter me separado anos antes…mas o tempo não volta!! Medite sobre tua vida, abra o jogo com teu esposo, decidam juntos…um casamento feliz se faz a dois, com entrega, cumplicidade, amizade, respeito, admiração e sexo. Pense nisto e boa sorte!!

  40. #40 por Karina em 11 de outubro de 2014

    Minha irma esta a ponto de fazer uma besteira com a vida dela…estou esperando o pior…

  41. #41 por Daniela em 14 de outubro de 2014

    preciso de um conselho

  42. #42 por Fernanda em 15 de outubro de 2014

    Gente, este site veio a calhar. Estou passando por uma situação que jamais imaginei enfrentar na vida: divórcio com 2 meses de casada…
    Meu marido tem um temperamento muito explosivo, o qual manifestou no tempo de 1 ano e meio de namoro (até caso em virtude da ligação de um chefe meu ele fez)….fez barraco no quarto de um hotel em que estávamos hospedados pq fui encontrar um familiar no saguão, esqueci meu celular no quarto e demorei duas horas para voltar. A coisa foi bem feia, ele atirou uma bolsa minha na parede.
    Qualquer divergência de opinião pelo motivo mais banal era transformada em um furacão: ele elevava o tom de voz e dizia, literalmente, que eu estava falando merda.
    Nossa lua de mel foi horrível e os primeiros 15 dias de casados, um verdadeiro inferno: ele tinha ciúmes de minha cachorrinha e chegou a dizer para eu enfiá-la ”naquele lugar” (não vou escrever o palavrão pq é muito feio).
    Ele sempre foi muito carinhoso, mas não aceita ser contrariado. Aí o Paraíso vira o inferno na Terra…
    Durante este pouco tempo de casamento, houve outras grosserias, mas o estopim foi a ultima briga na sexta-feira. Ele engrossou por um motivo ridículo na hora do almoço.
    Saturada de tantas grosserias, eu falei um palavrão para ele (coisa rara de eu fazer; sou uma pessoa extremamente amável e detesto palavras de baixo calão) e ele atirou suco de um copo no meu rosto….Muito nervosa, eu saí de perto para tentar acalmar os ânimos, mas a coisa só piorou: ele disse que se eu não falasse com ele naquele momento, atiraria um livro meu escada abaixo.
    Naquele momento, eu estava decidida a me divorciar. Fui para a casa de minha mãe pedir para ela voltar comigo à casa para retirar as coisas. Quando ele viu isso, jogou a maioria dos meus pertences contra o chão e a parede. Não respeitou nem a minha mãe.
    Depois do episódio, conversamos por telefone dois dias depois. No terceiro, ele veio todo arrependido me pedir perdão e eu inclusive disse que iria voltar sob a condição dele se tratar em um psiquiatra e psicólogo, o que naquela hora foi aceito.
    No entanto, passados dois dias da conversa, ele já foi ríspido comigo novamente por telefone e sinto que não esta levando a sério a história do tratamento.
    Decidi me divorciar e comuniquei isso por telefone, pois não consigo olhar para ele (fora o risco de ter uma recaída). Ele detestou isso e me falou que agi como uma pessoa sem caráter, coisa que não sou.
    Estou um caco por conta desta situação. O desgaste emocional é imenso e tem horas que acho que não vou aguentar, embora o divórcio tenha partido de mim.
    Tenho excelente nível cultural, educacional e cresci em um ambiente familiar rodeado de carinho. Mesmo tendo pais separados, nunca vi situações como essas entre eles…
    Não mereço passar por este tipo de coisa. Decidi dar um basta pq temo que aconteçam coisas piores, mas estou sofrendo muito!!
    Estou em estado de choque, pois cada vez que fecho os olhos, vem à minha mente a cena de agressividade dele.
    O pior é que preciso buscar o restante de meus pertences e até mesmo uns presentes de casamento, mas não sei se consigo pisar naquela casa.
    Me desculpem pelo grande desabafo. Preciso de força para superar isso. Um projeto de vida desmoronou em curto espaço de tempo.
    Em dois meses de casamento, tínhamos que estar em lua de mel, e não em um campo de guerra.
    Ao mesmo tempo em que o amo, penso que não deveria nem ter me casado com ele.
    É muita tristeza!!!

  43. #43 por Patrícia em 16 de outubro de 2014

    DANIELA, boa tarde! Fiz comentário (não, exatamente, um conselho) ao seu comentário, mas parece que a moderação não liberou :(
    FERNANDA, Mas que SITUAÇÃO, hen, moça? O seu posicionamento perante ele, no meu ponto de vista, foi correto: colocar como condição para que vcs continuassem juntos ele procurar um profissional da saúde mental (seja psicólogo e/ou psiquiatra), porque, honestamente, com o que vc descreveu ele é uma pessoa DOENTE! Não me entenda mal, não uso aqui a palavra “doente” com nenhuma conotação pejorativa, mas, sim!, ele o é! Saudável é que isso não pode ser. Ficar com ele representa um sério risco à sua vida ou, na “melhor das hipóteses” risco à sua integridade psíquica, emocional … Abuso não é só abuso sexual, abuso físico, vc deve saber. E ele JÁ está abusando psiquicamente de você. Em bom português, ele está, na verdade, te destruindo … Lamentavelmente existem seres que são predominantemente DESTRUIDORES por natureza, obviamente esse parece ser, inequivocadamente, o caso desse ser … E não tenha, em nenhum momento, nem uma pequena gota sequer de dúvida, de que, com esse comportamento irascível dele, (bem, acho que vc já pensou nisso) de que ele em algum momento vá começar a te agredir FISICAMENTE TAMBÉM, quiçá, até aos seus familiares. Procure um bom psicólgo para você, embora VOCÊ seja a vítima, não o algoz nessa estória, vc vai precisar de ajuda profissional para lidar com sentimentos ambíguos com relação a essa NECESSÁRIA separação, ou melhor, divórcio mesmo. Sentimentos de culpa começaram a rondar, inclusive ele vai fazer de tudo para te manipular prá que vc se sinta culpada. A própria sociedade vai querer (no caso dos que ainda não assistiram nenhum xilique dele) te demover da idéia com um “Tá louca, Fernanda, são só 2 meses!” Por favor, não dê ouvido a esses apelos incautos. Ouça a sua sabedoria interior e saia minimamente ilesa (e VIVA!) dessa estória macabra!
    Peço que vc me permita uma consideração extra nessa estória toda. POR FAVOR, NÃO PENSE QUE PRETENDO JULGÁ-LA, eu mesma responsabilizo a MIM MESMA pelo meu mal fadado casamento (sou divorciada há praticamente 5 anos). Penso que e eu tivesse tido um tempo maior de namoro (veja bem, a duração do meu namoro foi ainda MENOR QUE O SEU: namoramos apenas 1 ano antes de casarmos e, segundo erro meu: casei grávida), Posto tudo isso, ultimamente temos entrado em relações desastrosas por que não nos damos tempo suficiente para conhecer o outro e para que o outro nos conheça. E há ainda há pressão (exercida principalmente sobre nós mulheres) para que casemos logo, vc mal conhece a figura e a família/amigos já começa a perguntar qdo será o casório. Temos que começar a aprender a não ceder a essa pressão.
    Fernanda, espero que vc tenha entendido que não quis te julgar.
    Estou torcendo para que vc saia do convívio dessa pessoa TÓXICA o + rápido possível.
    Que Deus te proteja dessa e de outras influências malignas, e que te oriente no melhor caminho!
    SEMPRE!
    Abraço megacarinhoso prá você!
    ficoutudolindo@hotmail.com

  44. #44 por Fausto Rocha em 23 de outubro de 2014

    Pessoal, bom dia!

    Estou passando por um momento muito difícil, na primeira semana de carnaval eu e minha ex-esposa tivemos uma briga muito feia, eu acabei agredindo ela e ela a mim.Temos uma filha linda, na época muito arrependido eu sai de casa com as minhas roupas….ela sofreu um bucado. Logo depois começamos a namorar, ela morando na antiga casa e eu na casa de minha mãe.Durante esse tempo de namoro, surgiram algumas confusões:
    1) Eu tinha uma amiga que acabou confundindo amizade com paixão, a mesma chegou a se declarar em um canal de relacionamento, dizendo que me amava e que iria me esperar;
    2)Eu nunca tive nada, nada mesmo com essa pessoa;
    3) Com a distância, tinha dias que eu saia do trabalho e acabava parando na Sociedade Amigos do Bairro, no local onde morro….
    Conclusão.
    A minha ex parceira não suportou essa situação e me deu um cheque – mate, acabou falando que não confiava em mim e que ela tinha medo de mim, pois me tornaria violento….eu se quer em dez anos de convivência tinha erguido a mão pra ela…o que ocorreu foi o desrespeito de ambas as parte…tornando assim aquele lar cheio de ofensas e desculpas.
    Depois disso ficamos sete meses separados…ela sofrendo barbaridades, pois pra ela ainda tínhamos chance de voltar e reconstruir o nosso lar, só que eu fiquei todo esse tempo remoendo o que ela tinha me falado…aquilo foi como uma faca em meu peito…..ficamos separados eu acabei alugando uma casa no bairro de minha mãe……imagina…..ela pensou que eu estava cercado de mulheres fazendo varias urgias……mais na realidade eu estava fugindo da situação de condenamento…(um cara violento?), não tive ninguém neste período, estava tentando deglutir a situação…ela em seu longo período de sofrimento (7 meses) acabou encontrando uma pessoa e está completamente apaixonada…….eu quando soube da situação, fiquei totalmente transtornado….aindo estou passando uma fase difícil….egoismo total de minha parte………entre outras coisas a pessoa é do serviço dela……..Eu só me dei conta o quanto eu amava essa mulher quando a vi com uma outra pessoa……..deixo aqui um recado………as vezes não conseguimos medir um amor na rotina do dia-dia, medimos o amor quando nos permitimos explorar as indiferenças alheias….a distância é um caminho longo a ser percorrido, estou tendo uma crise de choro……não posso julgá-la ela foi e sempre será uma pessoa especial para mim…….dê o devido valor a pessoa que você ama…..não deixe as coisa ruins entrarem no berço de sua casa/família, somos humanos e erramos…….vou sofrer tudo que tenho que sofrer……….eu mereço……mais jamais cometerei esses erros, pois a vida nos ensina amar….não amamos…aprendemos amar, respeitar e ficar em silêncio.
    Desejo a todos que sofrem dessa doença, que curem com respeito essa feridas…….elas vão cicatrizar….Namastê

  45. #45 por Daniela em 24 de outubro de 2014

    bom gente eu aki de novo …quero dizer a vc su q mto obrigado pelo conselho e paty to precisando dos seus conselhos tbm vejo q vc é bem experiente gente ainda to nesse chove não molha ai mto medo de sofrer alias ja to sofrendo afff mim ajudem gente

  46. #46 por Daniela em 24 de outubro de 2014

    bom gente eu aki de novo …quero dizer a vc su q mto obrigado pelo conselho e paty to precisando dos seus conselhos tbm vejo q vc é bem experiente gente ainda to nesse chove não molha ai mto medo de sofrer alias ja to sofrendo afff mim ajudem gente

  47. #47 por Daniela em 25 de outubro de 2014

    a moderação não liberou meu comentario #45 suh mto obrigado pelas suas palavras eu tbm axo isso o q acontece é q eu tenho medo mto medo sabe ele foi meu unico homem entaoto com mto medo msm de separar mais tbm sei q viver do geito q to vivendo tbm nao da
    mim ajudem galera pelo amor de DEus é como se msm se eu estivesse com ele eu to sozinha da mesma forma aff!não sei o q fazer

  48. #48 por Paulo em 26 de outubro de 2014

    Oi pessoal! Pense num pessoa sozinha, sem amigos, parentes que possa contar para desabafar e pedir apoio.
    Vim para internet e digitei no google:”depressão pós separação conjugal” buscando uma palavra de apoio para me ajudar a tirar esta dor que está dentro de mim. Ter certeza que 9 anos de casado chegou ao fim. É Muiiiito dolorido..
    Minha dor está sendo maior e aumenta quando ela vem buscar os pertences dela aos poucos.. Não tenho onde ficar, e ela voltou para as casa dos pais.
    Estou me sentindo um lixo, fracassado, … gostaria de voltar no tempo e fazer tudo diferente,mas não dá… a ferida não tem mais como se estancar.
    Admiro os crentes que conseguem falar com Deus e entender-Ele. Pois ele não me ouve e ou entende, pois tudo na minha vida é dolorido, desde criança sofrendo.

  49. #49 por Daniela em 27 de outubro de 2014

    é fausto historia triste mais quero dizer a vc q apesar de tantas coisas q aconteceram vc tem q vê o ponto positivo da sua vida bom e se apareceu outra pessoa é porq na verdade nunca teve amor..passei uma barra mais ou menos parecida esta..fui pra sp sem ninguem morar com meu esposo e com os primos dele e tia os primos todos de uns 20 21 23 anos ai imagina o q Deu néh..ele mim traia todos dias e eu gravida ..porem um dia descobrii ai foi feiio msm eu bati nele joguei cerveja na cara dele um rapaz neste momento querendo ficar comigo eu provocava meu esposo com ele mais pra falar a verdade não conseguia nem da um bjo no rapaz por mais raiva q eu tinha eu n consegui ;..pronto vim embora pra minas ganhei meu filho aki e ele la com a fulana ela mim ligava falando q tava com ele e o pior é q eu sabia q ela não estava mentindo….e eu na minha sofrendo mtoo mais tentando centralizar minha vida novamente quem, mim liga um belo dia ?ele pedindo pra voltar eu n kis mais ele veiioo e n aguentei velo voltei e estamos juntos ate hoje

  50. #50 por Daniela em 28 de outubro de 2014

    AII MEU DEUS O QADRO INVERTEU AGORA É ELE Q QUER SEPARAR AI NÃO PENSEI Q IA SER ASSIM TAO RAPIDO POREM ELE DISSE Q TA DECIDIDO E VAI EMBORA BOM CONSEGUI TER UMA NOITE COM ELE AO MESMO TEMPO EU QUERO MAIS AO MESMO TEMPO EU JA SINTO A DOR ANTENCIPADAMENTE A DOR DISSO TUDO AI MEU DEUS MIM AJUDA GALERA O Q EU FAÇO PARA RECONQUISTAR LO NOVAMENTE MIM DA UMA DICA …

  51. #51 por Leandro em 5 de novembro de 2014

    Olá pessoal… postei minha estória na pág. 50… Gostaria da opinião de quem puder se doar. Resumidamente: Estou separado a 5 meses, ela que quis, não pensou nem um pouco em mim, chegou até a me ofender… Me humilhei de mais pra ela, pedi até pelo amor de Deus pra não me deixar. Mas ela estava irredutível. chorei horrores, pensei que ia morrer… Hoje ainda dói muito, pois a amo “de mais da conta”. Depois de 3 meses de separados, ela me ligou… disse que sofreu um acidente e queria me ver.. eu fui… parecia arrependida, mas não pediu pra voltarmos. No dia que seria nosso aniversário de casamento, me mandou um monte de msgs melancólicas, demonstrando arrependimento. mas não disse nada de novo. esperei 4 dias e eu fui atrás dela. Perguntei se queria voltar… ela disse que não sabia o que queria.. então pedi pra que me deixasse viver minha vida. Sumi dela de novo. Há 2 semanas, ela pediu pra me ver… eu fui… Tava muito carinhosa e diferente comigo, mas não pediu pra voltar….afff . Pedi que ela abrisse o jogo e dissesse o que queria de mim afinal, pq eu ainda queria meu casamento de volta… Ela disse que ta com medo de tomar uma decisão e se arrepender depois… disse que tem medo de me perder por isso. Agora estamos tipo ficando… Não resisto a uma oportunidade de sairmos, de fazermos amor… mas não a tenho por completo como era. Quando estou com ela me sinto maravilhosamente bem, mas assim que deixo ela em casa, a dor volta… Em fim… vcs acham muito errado o que estamos fazendo???? Penso em por um fim nisso, mas não sei se consigo… se alguém puder dar sua opinião…ficarei muito grato.
    Desejo a todos que passam por isso que se curem logo!!! obrigado.

  52. #52 por Tatiana em 15 de novembro de 2014

    Olá a todos! Voltei aqui depois de algum tempo, me separei em novembro de 2013, na vdd começou e outubro (em abril assinei meu divórcio) , bem já faz um ano!! nossa o tempo vôa . Vim aqui para dar meu testemunho e dizer: Tudo Passa! Na hora parece que ficamos sem ar, sem chão o mundo que a gente tinha criado simplesmente ruiu. Mas nessa mesma hora olhando para dentro a gente encontra forças sim, em Deus, na familia na gente mesmo nem que seja por um segundo em meio a tempestade a gente sente a paz, se agarrem nesses instantes que tudo passa, sempre passa.
    Devemos nos amar e nos aceitar primeiro, reconhecendo os erros e aprendendo com eles, não nos martirizando ainda mais. è horrivel lembrar todas as vezes que falhamos com o parceiro que deixamos a desejar; mas pergunto vai adiantar de que ficar remoendo a todo instante isso? façamos disso uma lição para o futuro. Por um momento seja racional pense só em você , estava realmente feliz? Um relacionamento não acaba da noite pro dia leva tempo, assim como não se constroi também.
    Tudo isso não vai simplesmente sumir mas a vida continua e quem sabe o que o futuro nos reserva? Mas para termos um futuro bom precisamos começar pelo presente, tente esquecer um pouco a cada dia, é um exercício dificil. Se ocupe, faça coisas diferentes que gostava antes de entrar no relacionamento, faça exercícios, ande, respire,simplesmente se mexa. Aceite convites mesmo sem muita vontade, no começo é ruim mesmo, tente não se envolver rapido com outra pessoa, mas sinta se livre também para se envolver, quem sabe…
    Eu andei de bicicleta com meu irmão( fazia anos que não andava mais) caminhei com amigas e com desconhecidos no parque da cidade, matriculei em cursos, passeei com meus cães, achei tempo para mim,tentei ajudar em trabalhos voluntários(nada como ver como nossos problemas não são nada perto de outros tantos) enfim ocupei a cabeça com coisas boas, e coisas boas aconteceram,comecei a namorar e sem esperar tcharan: estou grávida! Nunca imaginaria isso um ano atrás, minha vida mudou totalmente, mais o mais importante é que eu mudei totalmente. Lembranças sempre virão, mágoas, dor, momentos felizes e tristes no final tudo vira lembranças, faz parte do que a gente é , do que nos compõe. Não sei o que o futuro me reserva,(mesmo assim não pretendo casar novamente kkkk) só sei que a gente enxerga o mundo conforme a lente que usa no momento. Nada é para sempre, tudo passa!

  53. #53 por Anny em 16 de novembro de 2014

    Queridos…recebi esse texto de uma amiga especial que conheci aqui …por um tempo fizemos parte desse blog… e o utilizamos por meses como um acalento em dias e noites pesadíssimas.

    Sinto muito, muito mesmo!!! Por cada um que entra aqui em busca de respostas… porquês que não temos respostas de imediato…caleja…machuca muito!!
    Mas a fé move montanhas…e o coração pulsa pela vida!
    Não esmorecer é sim a solução.

    Vale a pena ler!!!

    A ÚLTIMA VEZ (Fabrício Carpinejar)

    Se já é difícil dar adeus quando não se ama, imagina quando se ama.

    Não é simples colocar um marcador de página numa história de amor e abandonar a leitura.

    Reconhecer que jamais terminaremos aquele romance. Não haverá recompensa por aquilo que se leu até ali. Ninguém nos contará o que aconteceu.

    Não participaremos do final feliz: os filhos, a velhice lado a lado, a casa cheia de netos. Não estaremos juntos na derradeira linha. É morrer sem ter morrido. É desaparecer estando onipresente.

    O livro de sua imaginação ficará fechado para sempre. A relação terminou antes do fim do amor. O leitor terminou antes da obra. Não descobriremos qual será o desfecho.

    Não queira viver o dia de uma despedida com a consciência de que é uma despedida.

    É uma cirurgia sem anestesia. Será cortado, será remexido por dentro, será costurado, sentindo cada pontada e rasgo, antecipando cada movimento com os olhos abertos. A pele vai doer como um osso, a sensibilidade pedirá piedade, o ouvido apanhará qualquer frase como uma possível sentença salvadora.

    Melhor que a despedida seja involuntária, desconhecida, desavisada. Melhor que seja abrupta, de repente, improvisada.

    Pois se despedir é sofrer com tudo que lhe tornava feliz. É abrir os braços para a mágoa como se viesse uma alegria em nossa direção.

    É um esforço para decorar o estranho momento em que abandonaremos uma vida tão desejada.

    O nós é a primeira partilha – o plural perderá seu domínio. Voltará a chamar a pessoa que ama pelo nome, como se não a conhecesse. Não mais de Meu Amor. Não mais de Minha Paixão.

    É entrar pelo quarto pela última vez, e ter noção de que será a última vez.

    É olhar pela régua que mantém a janela aberta da cozinha pela última vez, e ter noção de que será a última vez.

    É abrir o guarda-roupa pela última vez, reconhecer o estalo da divisória de madeira, e ter noção de que será a última vez.

    É fechar o registro do chuveiro pingando pela última vez, e ter noção de que será a última vez.

    É ajeitar as almofadas do sofá pela última vez, e ter noção de que será a última vez.

    É ouvir a respiração perto pela última vez, copiosa, irrefreável, e ter noção de que será a última vez.

    É abraçar pela última vez e não soltar porque é realmente a última vez.

    É beijar pela última vez e soluçar porque enfim chegou a inacreditável última vez.

    É uma coleção de instantes definitivos. Preciosos. Sábios.

    Despedir-se é guardar. Guardar é cuidar. Cuidar é nunca deixar de amar.

    Quem faz questão de se despedir, quem faz questão de inventar uma despedida, é quem ainda ama. Ama muito. Ama demais. Ama loucamente.

    Publicado no jornal Zero Hora
    Revista Donna, p.6
    Porto Alegre (RS), 16/11/2014 Edição N°17985

  54. #54 por AMANDA em 18 de novembro de 2014

    Oi Pessoas!!!Passei pra ver como andam as coisas e dizer que há um ano e 9 meses atrás conheci este site bem na época em que meu casamento começou a desmoronar.Sofri demais, entrei numa depressão terrível, as coisas não melhoravam e eu estava infeliz… aí resolvi me separar, e continuei sofrendo e sofrendo e sofrendo…não pensei que pudesse haver uma dor tão grande!!!!Foi assim por mais de um ano… até que um dia o encontrei na rua com uma pessoa que eu desconfiava ter algo com ele( Mas ele sempre negou, desconversou…etc…) Ai como fui burra!!! Mas a partir desse dia( onde a pessoa que dizia me amar nem olhou pra minha cara, ficou de cabeça baixa e fingiu que não me conhecia) resolvi viver a minha vida e jurei pra mim mesma que nunca mais derramaria uma lágrima por ele…e foi o que fiz…ainda dói, as lembranças vem e machucam muito, mas agora as coisas estão se tornando lembranças e eu tento não ficar tirando a casquinha dessa ferida que está cicatrizando mas que não para de doer. E assim as coisas vão se ajeitando, o tempo se encarrega de colocar tudo no lugar, inclusive as pessoas.Hoje eu consigo entender que tudo que aconteceu foi permissão de Deus, pois nada acontece sem a permissão Dele, e eu sei que Ele quer o melhor pra mim.
    Errei??? Sim.Poderia ter tentado mais uma vez??Talvez.Mas fui até onde eu aguentei e depois disso não consegui mais.Hoje estou em paz porque penso dessa forma.
    Resumindo…para quem está passando por isso o que eu tenho a falar é que vai passar…vai demorar mas vai passar.Assim como uma amiga me disse, você vai entrar no olho do furacão mas quando sair terá uma nova vida e será muito feliz!!! E não é que ela tinha razão?? Um beijo no coração de vocês!!! Fiquem com Deus!!!

  55. #55 por Lara em 22 de novembro de 2014

    Oi gente… Me separei há 15 dias… Sofrimento absurdo! Nunca imaginei passar por isso… Mas mto pior que a separação é o cara que era meu melhor amigo, que eu me desdobrei por ele, suportei situações difíceis, que era meu companheirão, diferente de todos que já conheci, de repente me tratar com total frieza, indiferença, e desprezo. Isso dói mais! Mto mais! E dói saber que a família dele que sempre me odiou pq eu “o fiz” sair de casa agora está se divertindo com meu sofrimento.
    Dói horrores lembrar de cada detalhe do nosso apartamento, escolhido por nós 2 com tanto amor, e agora nada mais faz sentido.
    Dói ver a pessoa que viveu os últimos 3 anos com vc e cuidava tanto de vc, de repente sequer se importar pq vc parou no hospital.
    Tivemos muitas brigas e dificuldade de adaptação, mas não precisava acabar assim. Não foi a história que construímos.
    Enfim… Só Deus mesmo pra sustentar! A dor é infinita! De fato é um luto!
    Que Deus nos abençoe!

  56. #56 por Fernando Follmann em 26 de novembro de 2014

    Oi pessoal! Graças a Deus encontrei este blog e quero dizer à vocês que também faço parte dessa turma. Estou vivendo um inferno por conta da separação de um relacionamento de 4 anos, sendo desses 4, 2 de casados. No dia 10 de Julho desse ano ela simplesmente me disse que não me amava mais. Foi a pior coisa que poderia me acontecer, pois antes disso acontecer, meu empreendimento afundou em dívidas. Devolvi meu caminhão para o banco e fiquei quebrado. Foi daí que veio a segunda bomba, o divórcio. Temos duas filhas lindas, às quais sou muito apegado assim como elas à mim. Ontem estive caminhando pela cidade e uma dor horrível tomou conta de mim. Sabendo que ali na cidade estão morando minhas filhas e eu não posso ir para junto delas e nem poder tomar meu chimarrão e conversar com minha esposa. O pior de tudo é que viajo e ao invés de aproveitar a liberdade que essa profissão me dá, não sinto vontade de falar com ninguém e nem de ir à festa alguma. Durante 4 anos fui feliz e fiel ao extremo, trazendo rosas para ela em cada chegada, agradecia à Deus por me dar um esposa como ela, cantava durante as viagens o amor que eu sentia por ela e de que maior que fossem os problemas, eu superaria pois estava ao meu lado a mulher que eu mais amava. Eu acreditava que ela era muito apaixonada por mim. Hoje tenho nojo de pegar a estrada e não vejo mais graça na vida. Nos finais de semana vejo todos aqueles carros passando lotados com toda a família,indo para seus passeios enquanto o que me resta é só ficar isolado numa cabine de caminhão, chorando, e tendo por companhia só um monte de ferro. Hoje estou na casa de meus pais. Estou me sentindo um lixo humano pois muito cruéis foram as humilhações e desprezo dela por mim. Estou frequentando minha religião, lendo minha bíblia para confortar minha dor. Meu Deus! é muito grande a dor que estou sentido. Parece que nunca vai ter fim. De uma coisa tenho certeza. O que ajudou a acabar com meu casamento foram o Facebook, Whatsapp e outros sites de relacionamento conjunto às AMIGAS e COMADRES que nunca saíam lá de casa. Não sei quando isso terá fim. Tenho medo de ter que sentir essa dor pelo resto de minha vida, pois não sei se existe ainda alguma mulher que possa se apaixonar verdadeiramente ainda.

1 ... 49 50 51
(não será publicado)
  1. Sem citações ainda.